v. 72 n. 287 (2012): Ensino Religioso

Está em destaque, neste fascículo, o Ensino Religioso em nosso país. O consenso de uma sua epistemologia própria, ou seja, de sua identidade vem sendo construído através de um aprendizado adquirido no decorrer de um longo processo histórico. Já em fase bem definida, esta identidade é fruto de diálogo interreligioso, de busca por bases antropológico-religiosas comuns, do reconhecimento da diversidade de tradições religiosas. Aspectos desta busca e de seu percurso são trazidos neste fascículo. Através deles toma-se consciência da construção de um determinado consenso, dinâmico, pois trata-se de percepção, estudo, comunicação e testemunho do fenômeno religioso humano, principalmente com relação à juventude. Sérgio Junqueira e Rivael de Jesus Nascimento partilham resultados de sua pesquisa, voltada a per-seguir o processo de configuração desta identidade do Ensino Religioso no Brasil, e Mateus Geraldo Xavier apresenta o que o Papa João Paulo II entendia por Ensino Religioso e, portanto, mesmo indiretamente, sua contribuição para a definição de Ensino Religioso entre nós, no Brasil.

Maria no cinquentenário do Vaticano II é o foco das considerações da Irmã Maria Lina Boff. Situando a afirmação da Lumen gentium referente à Mãe de Jesus Cristo como “filha predileta do Pai” no horizonte bíblico, ela destaca, seja a presença de Maria na espiritualidade católica, particularmente latino-americana, seja a atuação das “marias” de hoje. Sublinhando a linhagem humana e histórica de Maria no horizonte de todas as mulheres que lutam pelo bem de sua gente ou de seu povo, destaca-a como companheira e irmã solidária de cada mulher promotora da vida nos dias de hoje, particularmente em nossas latitudes.

O professor Sávio Carlos Desan Scopinho estuda a compreensão do Magistério eclesiástico sobre o laicato na Primeira Conferência do Episcopado Latino-Americano, no Rio de Janeiro, em 1955. Então, a missão do leigo, na Igreja e na sociedade, é percebida como sendo a de “auxiliar do clero”. Pautando a compreensão da missão do laicato naquela Conferência, o Autor contribui para o entendimento de sua evolução nas seguintes Conferências do Episcopado Latino-Americano.

Delitos contra menores por parte de clérigos repercutiram e repercutem. Por conta disso, a legislação eclesiástica sobre o assunto foi sendo aperfeiçoada, nos últimos tempos, em duas direções: no assegurar o cumprimento da justiça e a proteção às vítimas e no direito de defesa aos clérigos acusados. Denilson Geraldo delineia a atitude e os passos ideais do bispo na instrução do processo canônico em tais casos.

Paolo Cugini dialoga com Gianni Vattimo sobre a dimensão religiosa e, particularmente, sobre o cristianismo, a partir de conceitos da cultura pós-moderna. Dialogando, o Autor propõe mútua estima e acena para a possibilidade de se compreender e se redizer a experiência religiosa ou seus fundamentos em linguagem nova e sintonizante.

Elói Dionísio Piva ofm

Redator

Publicado: 2012-02-15

Necrologia

Apreciações

Novidades Editoriais

Pelas Revistas