v. 66 n. 262 (2006): Eucaristia: otimizar a celebração

Os artigos deste fascículo tratam, basicamente, de três assuntos: celebração eucarístiaca, V Conferência do CELAM, e Vaticano II.

A celebração eucarística é abordada nas circunstâncias dadas pela perspectiva de uma revisão da tradução do Missal Romano, em sua próxima terceira edição brasileira, e pela realização do 15º Congresso Eucarístico Nacional. Aqui, a celebração eucaristia é enfocada a partir de um aspecto específico: a participação da assembléia orante conforme as Orações Eucarísticas ora em uso. Francisco Taborda faz uma ampla análise das intervenções da referida assembléia e propõe mudanças para a nova edição do Missal. Ademais, ao fazer esta análise, o autor trabalha com critérios que apontam para o sentido e a riqueza teológico-pastoral-espiritual da Eucaristia. Tendo presente o conjunto intencional das Orações Eucarísticas, pode-se articular melhor tradição e adaptação simbólico-cultural, instruir e, sobretudo, rezar em condições relativamente otimais.

Para encaminhar a agenda da Va Conferência do CELAM, marcada para acontecer em Aparecida, em maio de 2007, e servir como pontapé inicial, foi elaborado e distribuído um documento de trabalho, intitulado: Documento de Participação da Va Conferência dos Bispos da América Latina. Agenor Brighenti deseja responder a este convite dirigido às Comunidades de fé e partilha seus pontos de vista. Ele faz um resumo do Documento e um comentário analítico do ponto de vista dos conteúdos, da ordem os mesmos, do método e da relação com a tradição eclesial latino-americana. A partir disso, apresenta sugestões que dizem respeito à orientação eclesiológica de fundo e às grandes linhas da práxis pastoral da Igreja católica no hoje e no amanhã do Continente.

O terceiro assunto diz respeito ao Vaticano II. Trata-se de uma parte do balanço, após 40 anos, apresentado no Simpósio Internacional 40 anos do Concílio Vaticano II, acontecido na PUC-SP, de 31 de outubro a 03 de novembro de 2005. Este simpósio se concretizou, graças à parceria entre o Instituto Franciscano de Antropologia, um órgão da Universidade São Francisco (Bragança Paulista), o Institut für Theologie und Politik (Münster, Alemanha) e o Departamento de Teologia e Ciências da Religião da PUC-SP, representados, respectivamente, por Alberto da Silva Moreira, Michael Ramminger e Afonso Maria Ligorio Soares, e as entidades patrocinadoras: Adveniat e Missionszentrale der Franziskaner. Com o simpósio sonhou-se em contribuir para manter abertas as vias de diálogo entre cristãos do Norte e do Sul, no interior da América Latina, e encontrar caminhos que interpretem e traduzam, no pensamento e na ação da Igreja, hoje, o espírito conciliar. Neste fascículo, apresentamos contribuições de Riolando Azzi, que nos ressitua no contexto do Concílio, de José María Vigil e de Francisco Houtart, que abordam, respectivamente, a recepção do Concílio na América Latina e na Europa. A segunda parte virá no próximo fascículo; enquanto isso, pode-se acessar: http://servicioskoinonia.org/LibrosDigitales/index.php

Proveitosa leitura, também com o rico material em outras seções deste fascículo!

Elói Dionísio Piva ofm

Redator

Publicado: 2006-04-12

Crônica

Necrologia

Apreciações

Novidades Editoriais

Pelas Revistas