Igreja e política em Minas Gerais no século XIX

A participação de Dom Antônio Ferreira Viçoso na “Questão Religiosa”

  • Amarildo José de Melo

Resumo

O século XIX foi um século determinante para as relações entre a Igreja Católica e o Governo Imperial no Brasil. Na sua segunda metade vemos eclodir uma verdadeira crise no sistema de padroado que balizava a relação entre o Estado Imperial e a Igreja Católica: A questão Religiosa. Este grave conflito caracterizou-se pela luta dos bispos brasileiros, influenciados pelos documentos de Pio IX e o Concílio Vaticano I pela liberdade da Igreja e contra as ingerências do poder civil em suas questões internas. Este movimento culminou na prisão dos bispos do Pará e de Pernambuco, Dom Vidal e Dom Macedo Costa, e envolveu todo o episcopado católico no país. Nosso artigo, baseado em pesquisa bibliográfica, tem por objetivo mostrar o papel determinante de Dom Antônio Ferreira Viçoso, bispo da diocese de Mariana, nesta questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amarildo José de Melo

Doutor em História da Teologia Moral pela Academia Alfonsiana de Roma; Mestre em Teologia pela FAJE (Faculdade dos Jesuítas); Professor de Ética Teológica no Instituto Santo Tomás de Aquino e no Instituto Dom João Resende Costa (PUC Minas); Membro da Sociedade Brasileira de Teologia Moral (SBTM) e do grupo de pesquisa: Teologia e Contemporaneidade (PUC Minas). Presbítero da Diocese de Divinópolis – MG; Administrador Paroquial da Paróquia de São João Bosco, em Nova Serrana – MG.

Publicado
2022-07-21
Como Citar
Melo, A. J. de. (2022). Igreja e política em Minas Gerais no século XIX: A participação de Dom Antônio Ferreira Viçoso na “Questão Religiosa”. Revista Eclesiástica Brasileira, 82(322), 349-376. https://doi.org/10.29386/reb.v82i322.4234