Em busca da costela perdida e a afirmação da dignidade das mulheres

  • Ivone Gebara

Resumo

Na hermenêutica feminista atual, há uma determinação de as mulheres recuperarem sua própria cidadania, reinterpretando fatos e emoções de sua história, outrora escondida e, assim, enfatizarem mais a ética cotidiana presente nos evangelhos do que argumentos teóricos de defesa de poderes. Através do estudo do itinerário espiritual (Relato) da Bem-aventurada Alix Le Clerc (1576-1640), o presente artigo, por um lado, constata a construção de narrativas de vida segundo interesses e interpretações culturais, religiosas e políticas patriarcais e, por outro, mostra a possibilidade de uma nova interpretação, que revela o quanto as/os oprimidas/os tiveram suas histórias ocultadas e mudadas a partir da imposição de um modelo único de santidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivone Gebara

Ivone Gebara, nascida em São Paulo, é membro da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora, doutorou-se em filosofia pela PUC-SP e em Ciências Religiosas pela Universidade Católica de Louvain/Bélgica. Por muitos anos foi professora do Instituto de Teologia do Recife e, atualmente, residindo em São Paulo, é escritora, conferencista e ministra cursos breves em faculdades nacionais e internacionais, instituições religiosas e culturais e em movimentos populares.

Publicado
2020-12-10
Como Citar
Gebara, I. (2020). Em busca da costela perdida e a afirmação da dignidade das mulheres. Revista Eclesiástica Brasileira, 80(317), 719-749. https://doi.org/10.29386/reb.v80i317.2246