Igreja e pessoas homossexuais

Novos caminhos

  • Paolo Cugini

Resumo

O objetivo destas páginas consiste em analisar algumas contribuições recentes, que podem nos ajudar a aprofundar a relação entre pessoas homossexuais e a comunidade católica, desenvolvendo novos caminhos, em diálogo com a multiplicidade de conhecimentos. Ponto de referência da pesquisa é a intuição do Papa Francisco que, na Evangeli Gaudium, nos alerta que a realidade é mais importante que a ideia. Tarefa da teologia, então, consiste em elaborar uma reflexão que tenha como ponto de partida a realidade, para não correr o risco de distorcê-la e elaborar teorias teológicas que, em vez de ajudar as pessoas a encontrar Deus, as desviam. O homossexual é, em certo sentido, o diferente por excelência e o homossexualismo, a alteridade encarnada, o tipo de alteridade que a cultura tem dificuldade em assimilar. Paradoxalmente, a diversidade homossexual agora é mais reconhecida pela sociedade civil, que muitas vezes defende seus direitos, do que pela Igreja católica, que deveria sempre ser o lar aberto e acolhedor, especialmente para seus filhos e filhas mais fracos e marginalizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paolo Cugini

Doutor em Teologia (Faculdade teológica da Emília Romanha – FTER, Itália). Cofundador da Associação Cultural Moringa (ACMOR), que atua no Nordeste do Brasil. Cofundador do grupo de cristãos LGBT na cidade de Reggio Emilia (Itália). Diretor da série: Os caminhos da diversidade, da editora São Lourenço, de Reggio Emilia (Itália).

Publicado
2020-12-10
Como Citar
Cugini, P. (2020). Igreja e pessoas homossexuais: Novos caminhos. Revista Eclesiástica Brasileira, 80(317), 609-633. https://doi.org/10.29386/reb.v80i317.2241