A antropologia em Edith Stein

  • Urbano Zilles Pontifícia Universidade Católica-RS

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALFIERI, F. Pessoa humana e singularidade em Edith Stein. São Paulo: Perspectiva, 2014 (Além de conter um longo e esclarecedor prefácio do professor Juvenal Savian Filho (UNIFESP), esta obra apresenta uma relação seleta das obras de Edith Stein e uma rica bibliografia de estudos sobre seu pensamento).

BELLO, A.A. Intrapessoal e interpessoal: linhas gerais de uma antropologia filosófico-fenomenológica. In: SAVIAN FILHO, J. (Org.). Empatia, Edmund Husserl e Edith Stein. São Paulo: Loyola, 2014.

_______. Edith Stein: a paixão pela verdade. Curitiba: Juruá, 2014.

GARCIA, J.T. Edith Stein e a formação da pessoa humana. 2. ed. São Paulo: Loyola, 1990.

GUZMÁN, C.R. Apresentação. In: STEIN, E. La filosofia existencial de Martin Heidegger. Madrid: Trotta, 2010.

JAMES, W. As variedades da experiência religiosa. São Paulo: Cultrix, 1991.

KUSANO, M.B. A antropologia de Edith Stein. São Paulo: Ideias & Letras, 2014.

MAC INTYRE, A. Edith Stein: um prólogo filosófico, 1913-1922. Granada: Novo Início, 2008.

MAHFOUD, M. Formação da pessoa e caminho humano: Edith Stein e Martin Buber. In: MAHFOUD, M.; MASSIMI, M. (Org.). Edith Stein e a Psicologia: teoria e pesquisa. Belo Horizonte: Artesã, 2013. p. 153-165.

MAHFOUD, M.; MASSIMI, M. (Org.). Edith Stein e a Psicologia: teoria e pesquisa. Belo Horizonte: Artesã, 2013.

MIRIBEL, E. de. Edith Stein (1891-1942). Aparecida: Santuário, 2001.

SALVARANI, F. Edith Stein: hija de Israel y de la Iglesia. Madrid: Palavra, 2012.

SANTANA, L. Edith Stein: a construção do ser pessoa humana. São Paulo: Ideias e Letras, 2016.

SBERGA, A.A. A formação da pessoa em Edith Stein. São Paulo: Paulus, 2014.

SCHELER, M. O eterno no homem. Petrópolis: Vozes, 2015.

STEIN, E. Endliches und ewiges Sein. Freiburg: Herder, 1950. (ESW, v. VII).

_______. Welt und Person. Freiburg: Herder, 1962. (ESW, v. VI). _______. Ser finito y ser eterno. México: Fondo de Cultura Económica, 1994.

_______. A mulher: sua missão segundo a natureza e a graça. Bauru: Edusc, 1999.

_______. O mistério de Natal. Bauru: Edusc, 2000.

_______. El problema de la empatia. Madrid: Trotta, 2004.

_______. Beiträge zur philosophischen Begründung der Psychologie und der Geisteswissenschaften. Freiburg: Herder, 2010. (ESGA, v. 6).

_______. La filosofia existencial de Martin Heidegger. Madrid: Trotta, 2010.

_______. Teu coração deseja mais. Petrópolis: Vozes, 2012.

_______. A ciência da Cruz. 7. ed. São Paulo: Loyola, 2013.

_______. Der Aufbau der menschlichen Person. 3. ed. Freiburg i. Br.: Herder, 2015. (ESGA, v. 14).

TOMÁS DE AQUINO. Suma Teológica. São Paulo: Loyola, 2001 (Edição bilíngue em 9 volumes).

ZILLES, U. Antropologia teológica. São Paulo: Paulus, 2011.

_______. Pessoa e dignidade humana. Curitiba: CRV, 2012.

_______. A experiência religiosa e mística. Porto Alegre: Letras e Vida, 2015.

Publicado
2017-08-07
Como Citar
Zilles, U. (2017). A antropologia em Edith Stein. Revista Eclesiástica Brasileira, 77(306), 438-453. https://doi.org/10.29386/reb.v77i306.93
Seção
Comunicados