Religiosidade e devoção em uma pequena cidade do interior de Minas Gerais

  • Thiago Rodrigues Tavares Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Palavras-chave: Religiosidade, Catolicismo, Devoção, Culto aos Santos

Resumo

Síntese: O catolicismo compõe os pilares formadores da sociedade brasileira, e, no meio rural, a religiosidade católica é caracterizada, amiúde, pela relação intimista e familiar entre devotos e santos. Considerando essa relação, este artigo apresenta o trabalho etnográfico realizado na cidade de Presidente Kubitschek, Minas Gerais, município com características rurais, que possui pouco mais de 3 mil habitantes, dos quais 91% se declaram católicos. Assim, pretende-se observar a experiência religiosa vivenciada por essa população, bem como identificar o culto aos santos e, similarmente, a uma “mártir popular”, uma pedinte, que, segundo moradores locais, após trágica morte, passou a realizar milagres. Ao final dessa pesquisa, busca-se concluir qua a vivência religiosa local apresenta características rurais e populares que compõem valores nucleares que influenciam na vida dessa população.

Palavras-chave: Religiosidade. Catolicismo. Devoção. Culto aos Santos.

Abstract: Catholicism is a formational pillar of Brazilian society, and in rural environments Catholic religiousness is often characterized by the intimate relationship between devouts and saints. Considering said relationship, this paper presents the ethnographic research conducted in Presidente Kubitschek, a town with rural characteristics and a little more than 3000 inhabitants, of which 91% are self-declared catholics. Thus, it intends to observe the religious experience lived by this population, as well as to identify the worship of saints and a “popular martyr”, a beggar who allegedly started to perform miracles after her tragic death, according to local residents. At the end, this research concludes that the local religious life presents rural and popular characteristics that compose nuclear values that influentiate this population’s life.

Keywords: Religiousness. Catholicism. Devotion. Worship of Saints.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Rodrigues Tavares, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Mestre em Ciência da Religião pelo Programa de Pós Graduação em Ciência da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF); Especialista em Ciência da Religião pelo mesmo programa. Graduado (licenciatura e bacharelado) em Ciências Sociais pela UFJF.

Referências

ALBERTI, V. Histórias dentro da História. In: PINSKY, K. (Org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2008.

ARAÚJO, M.G.F. Pequenas romarias para pequenos santos: um estudo sociográfico sobre o dia de finados. Dissertação (Ciências da Religião), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

ARIÈS, P. História da morte no ocidente. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora, 1977.

ATLAS BRASIL (Pnud, Ipea e FJP) 2013. Disponível em . Acesso em 20 fev. 2014

AZZI, R. Catolicismo popular e autoridade eclesiástica na evolução histórica do Brasil. Religião e Sociedade, n. 1, Rio de Janeiro/ISER, p. 125149, 1977.

BERNARDELLI, M.L.F.H. Contribuição ao debate sobre o urbano e o rural. In: SPOSITO, M.E.B.; WHITACKER, A.M. (Org.). Cidade e Campo: Relações e contradições entre Urbano e Rural. São Paulo: Editora Expressão Popular, 2010.

BRANDÃO, C.R. Os deuses do Povo: um estudo sobre a religião popular. São Paulo: Editora Brasiliense, 1980.

CASCUDO, L.C. Anúbis e outros ensaios. In: BRITO, F.C.B. (Org.).Superstição no Brasil. Belo Horizonte: Itatiaia, 1985, p. 15-180.

IGREJA CATÓLICA. Catecismo da Igreja Católica. Petrópolis: Vozes & Loyola, 1993.

Censo IBGE 2010. Disponível em: <http://www.censo2010.ibge.gov. br/sinopse/index.php?uf=31&dados=>. Acessado em 21 out. 2011.

CRUZ, J.E. Frei Damião: a figura do conselheiro no Catolicismo Popular do nordeste brasileiro. Dissertação (Ciências da Religião), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.

DA MATTA, R. Uma religião democrática. In: ID. Explorações: ensaios de sociologia interpretativa. Rio de Janeiro: Rocco, 1986, p. 139-147.

DURKHEIM, É. As Formas Elementares da vida religiosa. São Paulo: Paulinas, 1989.

ENDLICH, Â.M. Perspectivas sobre o urbano e o rural. In: SPOSITO, M.E.B.; WHITACKER, A.M. (Org.). Cidade e Campo: Relações e contradições entre urbano e rural. São Paulo: Editora Expressão Popular, 2010.

FERNANDES, R.C. “Religiões Populares”: Uma visão parcial da literatura recente. BIB, Rio de Janeiro, n. 18, p. 3-26, 1984.

FREITAS, E.T.M. Mortes banais, mortos especiais: devoções populares no Nordeste. Estudios sobre la Religión, n. 15, Newsletter de la Asociación de Cientistas Sociales de la Religión en el Mercosur, 2003, p. 09-13.

FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO (FJP); INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA); PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD). Índice de desenvolvimento humano municipal brasileiro. Brasília: FJP; IPEA;PNUD, 2013 (Atlas do desenvolvimento humano no Brasil 2013).

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

IBGE. Disponível em <http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php? codmun=315330>. Acesso em 15 fev. 2014.

LEMOS, C.T.; MOREIRA JR, J.; RODRIGUES, L.R. Morte: um es-

paço de (re)significação da vida e das relações sociais no meio rural. Ciberteologia: Revista de Teologia & Cultura, v. 7. n. 35, Julho/Agosto/Setembro 2011. Disponível em <http://ciberteologia.paulinas.org.br/ ciberteologia/wp-content/uploads/downloads/2011/06/Artigo9.pdf>. Acesso em 13 out. 2011.

MACHADO FILHO, A.M. Arraial do Tijuco, cidade de Diamantina. São Paulo: Livraria Martins, 1957.

MENEZES, R.C. A benção de Santo Antônio e a religiosidade popular. In: ASOCIACIÓN DE CIENTISTAS SOCIALES DE LA RELIGIÓN EN EL MERCOSUR (ACSRM). Newsletter de la Asociación de

Cientistas Sociales de la Religión en el Mercosur. Buenos Aires: Asociación de Cientistas Sociales de la Religión en el Mercosur, 2003, p. 01-06 (Estudios sobre la religión, 15).

OLIVEIRA, P.A.R. “Religiões Populares”. In: BEOZZO, J.O. (Org.). Curso de Verão II. São Paulo: paulinas, 1988, p. 107-123.

______. Expressões religiosas populares e liturgia. REB, Petrópolis, v. 43, n. 172, p. 909-948, 1983 [Mesa da Palavra].

______. Adeus à sociologia da Religião Popular. Religião e Sociedade, n. 18, Rio de Janeiro, p. 43-62, 1997.

PASSOS, M. O catolicismo popular. In: PASSOS, Mauro (Org.). A festa na vida: significados e imagens. Petrópolis: Vozes, 2002. PEIRANO, M. Rituais ontem e hoje. Rio de janeiro: Zahar, 2003.

PEREIRA, J.C. Os ritos de passagem no Catolicismo. Rio de janeiro: Mauad X, 2012.

PEREZ, L.F. Antropologia da efervescência coletiva. In: PASSOS, M.

(Org.). A festa na vida: significados e imagens. Petrópolis: Vozes, 2002.

RODRIGUES, J.C. Tabu da Morte. Rio de Janeiro: Achiamé, 1983.

RODRIGUES, C.A.S.; PINTO, C.M. Histórico do Município de Presidente Kubitschek. Presidente Kubitschek, [2013?], 10 f, digitado.

SABOURIN, E. Camponeses do Brasil entre a troca mercantil e a reciprocidade. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

STEIL, C.A. O sertão das romarias. Petrópolis: Vozes, 1996.

______. CEBs e Catolicismo Popular. In: BOOF, C. et al. As comunidades de base em questão. São Paulo: Paulinas, 1997, p. 75-103.

TAVARES, T.R. Rituais Funerários no Vale do Jequitinhonha: a vivência popular do catolicismo e as transformações nas atitudes dos homens frente à morte. Dissertação (mestrado em Ciência da Religião). Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2014.

WANDERLEY, M.N.B. A ruralidade no Brasil moderno. Por um pacto social pelo desenvolvimento rural. IN: GIARRACCA, N. ¿Una nueva ruralidad en América Latina? Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO), 2001. Disponível em: . Acesso em 12 dez. 2013.

ZALUAR, A. “Promessas e Milagres dos Santos”. In: Os homens de deus. Um estudo dos santos e das festas no catolicismo popular. Rio de janeiro: Zahar, 1983.

Publicado
2015-08-14
Como Citar
Tavares, T. R. (2015). Religiosidade e devoção em uma pequena cidade do interior de Minas Gerais. Revista Eclesiástica Brasileira, 75(299), 545-567. https://doi.org/10.29386/reb.v75i299.291