“Nada será como antes”. A controvérsia eclesiástica sobre o Sínodo dos Bispos da Amazônia (2017-2019)

  • Carlos Eduardo Sell Faculdade Católica de Santa Catarina (FACASC).
Palavras-chave: Igreja católica, papa Francisco, Sínodo, Amazônia, Ecologia.

Resumo

O artigo analisa as controvérsias entre elites eclesiásticas católicas ao longo do processo de preparação do Sínodo Pan-Amazônico entre 2017 e 2019. Na primeira parte são identificados os atores e posicionamentos que emergiram nas disputas políticas em torno do Sínodo, buscando-se mostrar como elas estão implicadas em lutas pela auto-compreensão da Igreja católica enquanto organismo político, além de colocar em discussão estratégias distintas de inserção do catolicismo no mundo moderno. Na segunda parte, a partir da análise do documento que foi o epicentro da disputa (Instrumentum Laboris), argumenta-se que, na sua dimensão intra-eclesial, ele colocou em debate o processo de aprofundamento das reformas democratizantes iniciado com o Concílio Vaticano II e intensificado sob o governo do papa Francisco. Já na sua dimensão extra-eclesial (Igreja/mundo), o texto indica deslocamentos na compreensão e na estratégia de posicionamento da Igreja católica frente ao plano global e sinaliza para um processo que, mediado pela problemática ecológica, incorpora elementos da agenda pós-colonial.

 

Abstract: The article analyzes the controversies among Catholic ecclesiastical elites during the process of preparation of the Pan-Amazon Synod between 2017 and 2019. In the first part we identify the actors and positions that emerged in the political disputes about the Synod, seeking to show how they are implicated in struggles for the self-understanding of the catholic church as a political organism, besides discussing different strategies of insertion of catholicism in the modern world. In the second part, from the analysis of the document that was the epicenter of the dispute (Instrumentum Laboris), it is argued that, in its intra-ecclesial dimension, it put into debate the process of deepening democratizing reforms that began with the Second Vatican Council. and intensified under the rule of Pope Francis. Already in its extra--ecclesial dimension, the text indicates shifts in the understanding and strategy of positioning of the Catholic church in relation to the global plan and points to a process that, mediated by ecological concern, incorporates elements of the postcolonial agenda.

Keywords: Catholic church; Pope Francis; Synod; Amazon; Ecology.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Sell, Faculdade Católica de Santa Catarina (FACASC).

Doutor em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política na mesma Universidade. Realizou dois pós-doutorados (2011/2012 e 2017/2018) na Universidade de Heidelberg (Alemanha). Recebeu o prêmio de melhor obra científica (em 2013) da ANPOCS (Associação Nacional de Pós-Graduação em Ciências Sociais) pela obra Max Weber e a racionalização da vida (Editora Vozes). Foi Presidente do Congresso Brasileiro de Sociologia, realizado em Florianópolis (UFSC), em 2019. Atualmente é discente do Curso de Teologia da Faculdade Católica de Santa Catarina (FACASC).

Referências

ASSUNÇÃO, R.A. de. Bento XVI, a Igreja católica e o espírito da modernidade: uma análise da visão do papa teólogo sobre o “mundo de hoje”. São Paulo: Paulus, 2018.

BAPTISTA, P.A.N. Pensamento decolonial, teologias pós-coloniais e teologia da libertação. Perspectiva Teológica, BeloHorizonte, v. 48, n. 3, p. 491-517, set./dez. 2016.

BARROS, M. Teologias pós-coloniais e espiritualidade do bom viver. VOICES, Panamá, v. 37, n. 1, p. 57-67, 2014. Disponível em: <http://internationaltheologi-calcommission.org/VOICES/VOICES-2014-1Cover.jpg>. Acesso em: 12 jun. 2016.

BALLESTRIN, L. América Latina e o giro decolonial. Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, n. 11, p. 89-117, 2013.

BOURDIEU, P. O poder simbolico. 11. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

BRIGENTHI, A. A Laudato Si’ no pensamento social da Igreja: da ecologia ambiental à ecologia integral. São Paulo: Paulinas, 2018.

BRÜSEKE, F.J. A modernidade técnica: contingência, irracionalidade e possibilidade. Florianópolis: Editora Insular, 2010.

CARVALHO, J.M. de. O motivo edênico no imaginário social brasileiro. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 13, n. 38, p. 63-79, 1998.

COMBLIN, J. O povo de Deus. São Paulo: Paulus, 2002.

CALDEIRA, R.C. O concílio Vaticano II, sua hermenêutica e recepção. Estudos Teológicos, São Leopoldo, v. 55, p. 60-75, 2015.

COSTA, S. Desprovincializando a sociologia: a contribuição pós-colonial.

Revista Brasileira de Ciências Sociais. [online]. São Paulo, v. 21, n. 60, p. 117-134, 2006.

DOMINGUES, J.M. Modernidade global e civilização contemporânea: para a renovação da teoria crítica. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

DUSSEL, E. 1492 – El encubrimiento del Otro: hacia el origen del “mito de la Modernidad”. La Paz: Plural Editores/UMSA, 1994a.

DUSSEL, E. Europa, modernidade e eurocentrismo. Revista de Cultura Teológica, São Paulo, v. 2, n. 4, p. 69-81, jul./set. 1994b.

DUSSEL, E. Meditações anti-cartesianas sobre a origem do anti-discurso filosófico da modernidade. In: SANTOS, B.S.; MENESES, M.P. (Ed.). Epistemologias do Sul. Coimbra: Edições Almedina, 2009, p. 283-335.

DUSSEL, E. Descolonização epistemológica da teologia. Concilium, Petrópolis, n. 350, p. 179-190, 2013.

FAGGIOLI, M. Vaticano II: a luta pelo sentido. São Paulo: Paulinas, 2013.

GASDA, É.E. Teologia do papa Francisco: doutrina social, economia e política. São Paulo: Paulinas, 2018.

FORMICOLA, J.R. Globalization: A Twenty-First Century Challenge to Catholicism and Its Church. Journal of Church and State, Oxford, v. 54, n. 1, p. 106-121, (Winter 2012).

HUMMES, C. O Sínodo para a Amazônia. São Paulo: Paulinas, 2019.

IVEREIGH, A. The Great Reformer: Francis and the Making of a Radical Pope. New York: Picador, 2015.

LARAÑA, I.C. Capitalismo y mercado en el pensamiento de Francisco en sus cuatro primeros años de pontificado. Revista de Fomento Social, Cordoba, v. 72 n. 3-4, p. 447–465, 2017.

LATOUR, B. Ciência em ação: como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. 2. ed. São Paulo: Editora UNESP, 2011.

MATUSSEK, M. Das katholische Abenteuer. Eine Provokation. Deutsche Verlagsanstalt: München, 2011.

MARZANO, M. A Igreja imóvel. Francisco e a revolução que fracassou. Bari: Laterza, 2018.

MIRANDA, M. de. Teologia do papa Francisco: Igreja sinodal. São Paulo: Paulinas, 2018.

POLITI, M. Francesco tra i lupi. Il segreto di una rivoluzione, Bari: Laterza, 2014.

REPAM. Informe: processo de consulta sinodal da rede eclesial pan--amazônica – REPAM. S. ed. S. l., 2019.

SCHMITT, C. Catolicismo y Forma Política. Buenos Aires: Areté Grupo Editor, 2009.

SUESS, P. Elementos para a busca do bem-viver – sumak kawsay – paratodosesempre. IHU—Notícias, São Leopoldo, 03 dez. 2010. Disponível em: <http://www.ihu.unisinos.br/noticias/noticias-arquivadas/38925-elementos-para-a-busca-do--bem-viver-sumak-kawsay-paratodos-e-sempre->. Acesso em: 20 jul. 2016.

Fontes da internet consultadas

; ; ; ; ; ; ; ; .

Publicado
2020-07-28
Como Citar
Sell, C. E. (2020). “Nada será como antes”. A controvérsia eclesiástica sobre o Sínodo dos Bispos da Amazônia (2017-2019). Revista Eclesiástica Brasileira, 80(316), 282-306. https://doi.org/10.29386/reb.v80i316.2048