Sexualidade e religião católica. Uma interlocução a partir da psicoterapia de religiosos

  • Eliana Massih ITESP - São Paulo.
Palavras-chave: Sexualidade, Igreja Católica, Pedofilia.

Resumo

A reflexão se faz no marco da prática psicoterapêutica da autora. Toma como referência os casos de pedofilia por parte de presbíteros da Igreja Católica. O ponto de vista adotado não é nem o teológico nem o espiritual, e sim, o da compreensão clínica de tal comportamento de todo incompatível com o que a Igreja propõe aos seus presbíteros como meta e sentido de vida. Primeiro, a autora elucida o conceito de sexualidade enquanto dimensão do humano com o objetivo de entender melhor o distúrbio designado com o nome de pedofilia. Passa, então, a analisar clinicamente um caso concreto de inclinação pedofílica. Nas considerações finais, a preocupação da autora é a de dirigir uma palavra aos responsáveis pela formação.

Abstract: The view point of the author is her psychotherapeutic practice and not the theology or the spirituality of the priesthood. She considers carefully a question which is bringing a serious discredit for the Catholic Church in the last years and is totally in disaccord with the ethical and spiritual duties of a religious person, the pedophylia. The author tries first to elucidate what we should understand under the concept of sexuality. In order to explain what happens inside a religious man who feels a deep pedophilic tendency, she goes on analysing different psychological and religious aspects of a concrete case. In the final part of the article she takes under consideration some aspects of the formation in the seminaries.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliana Massih, ITESP - São Paulo.
A autora é mestra em Psicologia Clínica pela PUC-SP. Atua há 30 anos em consultório particular. É também membro do Instituto Terapêutico Acolher–ITA, de São Paulo, organização especializada no acompanhamento psicoterapêutico ao clero católico e à vida religiosa. Leciona Psicologia da Religião no ITESP, de São Paulo.

Referências

AMATUZZI,M.(org.),Psicologiaeespiritualidade,Paulus,SãoPaulo2005.

ARNS, P.E., O que é Igreja, Brasiliense, São Paulo 1981.

ANJOS, M.F. dos, Sexualidade e fé cristã, em: VV.AA., Teologia Popular (Curso de Verão – V), Paulinas, São Paulo 1991.

CATALAN, J.F., O homem e sua religião. Enfoque psicológico, Paulinas, São Paulo 1999.

DIAS, E.O., A ilusão originária, em: Viver Mente e Cérebro (Memória da Psicanálise 5), Duetto 2005, p. 40-51.

DIAS, Maria de F., Homossexualidade à luz da teoria do amadurecimento humano de D.W. Winnicott. Dissertação de Mestrado, Programa de Psicologia Clínica, PUC-SP 1999 – inédita.

ERIKSON, E.H., Infância e sociedade, Zahar, Rio de Janeiro 1976.

KERNBERG, O.F., Desordenes fronterizos y narcisismo patológico (Psiquiatria, Psicopatologia y Psicosomática), Paidós, México 1998.

MASSIH, E., O agir terapêutico. Um modo possível de cuidar, Cortez/Educ, São Paulo 2000.

_______, Des-centrando a formação, em: Convergência, 40 (2005) 375-398. _______, A masculinidade afetada, em: Revista Espaços 13 (2005) 81-86.

_______, Da ilusão à utopia. Psicologia da Religião e amadurecimento humano em Winnicott, em: Espaços, 15/2 (2006).

_______, http://www.pucsp.br/rever/rv1_2006/t_massih.htm

MASTERSON, J.F., Tratamiento del adolescente fronterizo (Biblioteca de Psiquiatria, Psicopatologia y Psicosomatica – Colecion Paidós), ASAPPIA, Buenos Aires, s.d.

MORA, F.M., El método qualitativo em la investigation com sacerdotes que han abusado de personas menores de edad, em: Humanitas – Revista de Investigation de la Universidad Católica de Costa Rica – Número extraordinário, nº 2, vol. 2, 2006, p. 87-103.

MORANO, Carlos Domingues, Crer depois de Freud, Loyola, São Paulo 2003.

_______, Sexualidade e celibato: considerações psicanalíticas, em: REVER (Revista de Estudos da Religião) 1 (2006) 50-86 (cf. www.pucsp.br/rever/rv_12006/p_morano. pdf

MOSER, Antônio, O enigma da esfinge – A sexualidade, 3ª ed., Vozes, Petrópolis 2002.

PAIVA, G.J./ZANGARI, W. (orgs.), A representação na religião: perspectivas psicológicas, Loyola, São Paulo 2004.

PINTO, E.B., Orientação sexual na escola, Gente, São Paulo 1999.

ROUDINESCO, E., Homossexualidad, em: ROUDINESCO, E./PLON, M.

(eds.), Dicionário de Psicanálise, Zahar, Rio de Janeiro 1998, p. 350-354.

SPERRY, Len, Sexo, sacerdocio e Iglesia, Sal Terrae, Santander 2004.

VALLE, E. Psicologia e experiência religiosa, Loyola, São Paulo 1998.

_______, Ética cristã, psicologia e homossexualidade, em: VV.AA., Sexualidade: Cultura, ética e vida religiosa (Psicologia e vivência – estudos – 2), CRB/Loyola, Rio de Janeiro/São Paulo 1999, p. 55-84.

_______, Religião e Espiritualidade: um olhar psicológico, em: AMATUZZI, M.M. (org.), Psicologia e espiritualidade, Paulus, São Paulo 2005, p. 83-108.

_______, A Igreja Católica ante a homossexualidade: ênfases e deslocamentos de posições, em: REVER (Revista de Estudos da Religião) 1 (2006) 153-185 (Cf. www.pucsp.br/rever/rv1_2006/p_valle. pdf).

VIDAL, Marciano, Sexualidade, em: Dicionário teológico da vida consagrada, Paulus, São Paulo 1994, p. 1026-1035.

WINNICOTT, D.W., Ambiente e processos de maturação, Artmed, São Paulo 1990, p. 128-139.

Documentos da Igreja

BENTO XVI, Carta encíclica Deus caritas est, Paulinas, São Paulo 2006.

CONGREGAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO CATÓLICA, Instrução sobre os critérios de discernimento vocacional acerca das pessoas com tendências homossexuais e de sua admissão ao seminário e às ordens sacras, Paulinas, São Paulo 2005.

IGREJA CATÓLICA, Catecismo da Doutrina Católica, Vozes, Petrópolis 1993.

SAGRADA CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ, Declaração sobre alguns pontos da Ética Sexual, Paulinas, São Paulo 1975.

_______, Carta aos Bispos da Igreja Católica sobre atendimento pastoral das pessoas homossexuais, em: SEDOC, 19 (1986-1987) 795-806.

Publicado
2007-04-10
Como Citar
Massih, E. (2007). Sexualidade e religião católica. Uma interlocução a partir da psicoterapia de religiosos. Revista Eclesiástica Brasileira, 67(265), 87-111. https://doi.org/10.29386/reb.v67i265.1541