Perfil do presbítero católico. Perspectivas divergentes

  • Silvio José Benelli USP - São Paulo.
Palavras-chave: Presbítero, Perfil, Modelo.

Resumo

Neste artigo mapeamos alguns modelos de presbítero no cenário eclesial contemporâneo. Para tanto, recolhemos a contribuição de Cozzens (2001) relativa ao tema da crise do sacerdócio na atualidade eclesial global. Discutimos o perfil do presbítero que se configura no documento da Congregação para o Clero (2003) e apresentamos as análises de Lorscheider (2002) relativas ao perfil do padre de hoje. Em seguida, estudamos alguns efeitos psicossociais da longa permanência no seminário, na constituição da cultura clerical e do clericalismo nos seminaristas e no clero. Todos esses elementos nos fornecem um contexto sócio-eclesial para entendermos o diagnóstico que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (2004) traçou quanto à situação do clero no Brasil.

Abstract: In this article we map some models of presbyters in the contemporary ecclesial scene. For this purpose we borrowed Cozzens’(2001) contribution regarding the crisis of the priesthood in the current global ecclesial situation. We discuss the presbyter’s profile that has been drawn in the Congregation for the Clergy document (2003) and present Lorscheider’s (2002) analyses regarding the profile of today’s priest. Next we study some psychosocial effects of the long stay in the seminary on the clerical culture and those of clericalism on the seminarists and on the clergy. All these elements give as a socio-ecclesial context with which to understand the diagnosis that the National Conference of Brazilian Bishops (2004) outlined with regard to the clergy’s situation in Brazil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvio José Benelli, USP - São Paulo.
O Autor é psicólogo e doutor em Psicologia Social pelo Instituto de Psicologia, USP, São Paulo.

Referências

ANTONIAZZI, A., Uma leitura teológico-pastoral, em: VALLE, E. (org.), Padre: você é feliz? Uma sondagem psicossocial sobre a realização pessoal dos presbíteros do Brasil, CNBB/CNP/Loyola, Brasília/São Paulo 2003, p. 118-142.

_______, Presbíteros: o desafio da mudança, em: CONFERÊNCIA DOS BISPOS DO BRASIL, Vida e ministério dos presbíteros: tema central da 42ª assembléia geral da CNBB, Paulus, São Paulo 2004, p. 40-83.

BENELLI, S.J., Pescadores de homens: estudo psicossocial de um seminário católico, UNESP, São Paulo 2006a.

_______, Paradigmas eclesiais e pedagógicos na formação sacerdotal institucional: uma investigação em Psicologia Social, em: REB 66 (2006) 807-841, 2006b.

BRIGHENTI, A., A Igreja do futuro e o futuro da Igreja: perspectivas para a evangelização na aurora do terceiro milênio, Paulus, São Paulo 2001.

COMBLIN, J., O povo de Deus, 2ª ed., Paulus, São Paulo 2002.

_______, Olhando para o horizonte, em: REB 65 (2005) 831-857.

_______, Sinais dos novos tempos – 40 anos depois do Vaticano II, em: REB 66 (2006) 575-588.

CONFERÊNCIANACIONALDOSBISPOSDOBRASIL, Vida e ministério dos presbíteros: tema central da 42ª assembléia geral da CNBB, Paulus, São Paulo 2004.

CONGREGAÇÃO PARA O CLERO, O presbítero: pastor e guia da comunidade paroquial, Paulinas, São Paulo 2003.

COZZENS,D.B.,Afacemutantedosacerdócio:reflexãosobreacrisedaalmado sacerdote (trad.: C.C. Bartalitti), Loyola, São Paulo 2001.

_______, Silêncio sagrado: negação e crise na Igreja (trad.: C.C. Bartalitti), Loyola, São Paulo 2004.

FOUCAULT, M., Vigiar e punir: nascimento da prisão (trad.: R. Ramalhete), 21ª ed., Vozes, Petrópolis 1999.

GOFFMAN, E., Manicômios, prisões e conventos (trad. D.M. Leite), 2ª ed., Perspectiva, São Paulo 1987.

HACKMANN, G.L.B., Refletindo sobre a teologia do presbítero, em: CONFERÊNCIA DOS BISPOS DO BRASIL, Vida e ministério dos presbíteros: tema central da 42ª assembléia geral da CNBB,Paulus,SãoPaulo2004,p.84-104.

LIBANIO, J.B., A Igreja que sonhamos construir, em: REB 65 (2005) 787-816.

Publicado
2010-02-25
Como Citar
Benelli, S. J. (2010). Perfil do presbítero católico. Perspectivas divergentes. Revista Eclesiástica Brasileira, 70(279), 580-601. https://doi.org/10.29386/reb.v70i279.1135