A Igreja Católica e o centro Dom vital nos anos de 1950

João Miguel Teixeira de Godoy, Bruna Aparecida Miguel

Resumo


O presente texto tem como objetivo reconstituir e analisar algumas dimensões da trajetória do Centro Dom Vital nos anos de 1950, utilizando para isso o material veiculado pela revista “A Ordem”. Procurou-se abordar, a partir do material disponível pela revista, os principais desafios, temáticas, iniciativas, bem como, as transformações centrais pelas quais a Igreja católica passou num contexto decisivo de mudanças estruturais da sociedade brasileira. Procurou-se, ainda, estabelecer alguns impactos da criação da CNBB nesse contexto histórico. 

Abstract: The purpose of this text is to reconstitute and analyze some dimensions of the Dom Vital Center trajectory in the 1950s, using the material published by the magazine “The Order”. The main challenges, thematic, initiatives and the central transformations by which the Catholic Church has passed in a decisive context of structural changes in Brazilian society were examined. It was also tried to establish some impacts of the creation of the CNBB in this historical context.

Keywords: Catholic church; Dom Vital Center; Catholicism in Brazil.


Palavras-chave


Igreja católica; Centro Dom Vital; Catolicismo no Brasil.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, C.A. Meios de comunicação católicos na construção de uma ordem autoritária 1907-1937. 2002. Tese (Doutorado em História) – Universidade de São Paulo, São Paulo.

ANAIS do V Simpósio Internacional Lutas Sociais na América Latina. Set/2013. Londrina, Universidade Estadual de Londrina, 1913.

ARAUJO, E.M. Dom Helder Câmara: profeta-peregrino da justiça e da paz. Aparecida, Ideias & Letras, 2012.

AZEVEDO, D. Igreja católica e seu papel político no Brasil. Revista Estudos Avançados, v. 18, n. 58, p. 109-120, 2004.

AZZI, R. O início da restauração católica no Brasil (1920-1930). Revista de Filosofia – Síntese, v. 4, n. 10, p. 61-89, 1977.

_______. O fortalecimento da restauração católica no Brasil (1930-1940). Revista de Filosofia – Síntese, v. 6, n. 17, p. 69-85, 1979.

_______. A Igreja e o Estado no Brasil: um enfoque histórico. Revista Perspectiva Teológica, n. 29 a 31, p. 7-17, 1981.

_______. A neocristandade: um projeto restaurador. São Paulo: Paulus, 1994 (História do Pensamento Católico no Brasil V).

_______. Os pioneiros do Centro Dom Vital. Rio de Janeiro: Educam, 2003.

_______; VAN DER GRIJP, K. História da Igreja no Brasil: ensaio de interpretação a partir do povo. Terceira época – 1930-1964. Petrópolis: Vozes, 2008.

BASTOS DE ÁVILA, F. Pequena enciclopédia de Doutrina Social da Igreja. São Paulo: Loyola, 1991.

BEIRED, J.L.B. Sob o signo da nova ordem: intelectuais autoritários no Brasil e na Argentina. São Paulo: Loyola, 1999.

BRUNEAU, T. Catolicismo brasileiro em época de transição. São Paulo: Loyola, 1974.

CAMARGO, C.P.F. Católicos, protestantes e espíritas. Petrópolis: Vozes, 1973.

CORDI, C. Igreja e Desenvolvimento. São Paulo: Edições CEBRAP, 1971.

_______. O tradicionalismo na República Velha. 1984. Tese (Doutorado em Filosofia) – Universidade Gama Filho, Rio de Janeiro.

CARDOSO, C.F.; VAIFAS, R. (Org.). Domínios da História. 5. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

CORÇÃO, G. O que o mundo espera da Igreja. A Ordem. Rio de Janeiro, v. 58, n. 2, 1957.

COSTA, J.W.B. Dom Leme e os movimentos religiosos de massas: a proposta de ordem cristã para o Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte.

COSTA, M.T. Um itinerário no século: mudança, disciplina e ação em Alceu Amoroso Lima. São Paulo: Loyola, 2006.

DALE, R. A posição dos leigos na Igreja. A Ordem. Rio de Janeiro, v. 58, n. 3, 1957.

DELLA CAVA, R. Igreja e Estado no Brasil do século XX: sete monografias recentes sobre o catolicismo brasileiro, 1916-1964. Estudos Cebrap, n. 12, p. 6-52, 1975.

DIAS, R.B. Deus e a pátria: Igreja e Estado no processo de Romanização na Paraíba (1894-1930). 2008. Dissertação (Mestrado em História) – UFPB/João Pessoa.

DIAS, R. Imagens de ordem: a doutrina católica sobre autoridade no Brasil (1922-1933). São Paulo: Editora da UNESP, 1996.

FARIAS, D.D. Em defesa da Ordem: aspectos da práxis conservadora católica no meio operário em São Paulo (1930-1945). São Paulo: USP; Hucitec, 1998.

FAUSTO, B. Cristãos na Universidade e na Política: história da JUC e da AP. Petrópolis: Vozes, 1984.

_______. (Dir.). História Geral da Civilização Brasileira. 2. ed. Tomo III – O Brasil Republicano. v. 4. Economia e cultura (1930-1964). São Paulo: DIFEL – Difusão Editorial, 1986.

FIGUEIREDO, J. A Ordem, revista de cultura, órgão do Centro D. Vital. Rio de Janeiro: ABC, 1938.

GIUMBELLI, E. Religiões no Brasil dos anos 1950: processos de modernização e configurações da pluralidade. Plura: Revista de Estudos de Religião, v. 3, n. 1, p. 79-96, 2012.

GONÇALVES, M. Uma reflexão sobre a intelectualidade católica. Revista Sociologia Política, n. 28, p. 245-250, 2007.

GROPPO, C.M. Ordem no céu, ordem na terra: A revista “A Ordem” e o ideário anticomunista das elites católicas (1930-1937). 2007. Dissertação (Mestrado em História), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

HARGREAVES, H.J. Mensagem de Roma. A Ordem. Rio de Janeiro,

v. 43, n. 4-5, 1950.

HOORNAERT, E. A formação do catolicismo brasileiro. Petrópolis: Vozes, 1974.

_______. et al. História da Igreja no Brasil: ensaio de interpretação a partir do povo: primeira época-período colonial. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

IGLESIAS, F. História e Ideologia. São Paulo: Perspectiva, 1971. INSTITUTO NACIONAL DE PASTORAL (Org.) Presença pública da igreja no Brasil (1952-2002): jubileu de ouro da CNBB. São Paulo: Paulinas, 2003.

LACERDA, C. A Reforma Social. A Ordem. Rio de Janeiro, v. 43, n. 1-2, 1950.

LEONIDIO, A. Notas de pesquisa sobre a correspondência entre Alceu Amoroso Lima e Jackson de Figueiredo (1919-1928). Revista de História e Estudos Culturais, vol. 4, n. 1, 2007.

LIMA, A.A. A Eucaristia e a Ação Social. A Ordem. Rio de Janeiro, v. 54, n. 1, 1955.

_______. Discurso de abertura. A Ordem. Rio de Janeiro, v. 58, n. 2, 1957.

_______. Notas para a história do Centro Dom Vital IV. A Ordem. Rio de Janeiro, v. 59, n. 1, 1958

LUSTOSA, O.F. Separação da Igreja e do Estado no Brasil (1890): uma passagem para a libertação. Revista Eclesiástica Brasileira, Petrópolis, v. 35, n. 130, p. 624-647, 1975.

_______. A Igreja católica no Brasil República. São Paulo: Paulinas, 1991.

MAINWARING, S. Igreja católica e política no Brasil (1916-1985). São Paulo: Brasiliense, 1989.

MATTOS, R.C.O. A Juventude Operária Católica. Revista de História e Estudos Culturais, v. 6, n. 2, 2009.

MICELI, S. A elite eclesiástica brasileira. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988.

MORAIS, M.B. A Ação Social Católica: 1954-1964. 2003. Dissertação (Mestrado em História Social) – Universidade de São Paulo, São Paulo.

PAIN, A.F. Alceu Amoroso Lima (1893-1983): bibliografia e estudos críticos. Salvador: CDPB, 1987.

PEREIRA, M.A.M.L. A revista A Ordem e o flagelo comunista – na fronteira entre as esferas política, intelectual e religiosa. Revista Brasileira de História, v. 35, n. 69, p. 279-300, 2015.

PINHEIRO FILHO, F.A. A invenção da ordem: intelectuais católicos no Brasil. Tempo Social Revista Sociológica da USP, v. 19, n. 1, p. 33-49, 2007.

ROCHA, Z. A Igreja, os cristãos e o mundo. A Ordem. Rio de Janeiro, v. 59, n. 1, 1957.

RODRIGUES, C.M. A Ordem: uma revista de intelectuais católicos (1934-1945). Belo Horizonte; São Paulo: Autêntica; Fapesp, 2005.

_______. Alceu Amoroso Lima: matrizes e posições de um intelectual católico militante em perspectiva histórica (1928-1946). 2006. Tese (Doutorado em História e Sociedade) – Faculdade de Ciências e Letras de Assis, Universidade Estadual de São Paulo, São Paulo.

SANTOS, B.B. (Org.). A religião do povo. São Paulo: Paulinas, 1978.

SCHALLENMÜELLER, C.J. Tradição e Profecia: o pensamento político da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e seu contexto social e intelectual (1952-1964). 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

SCHWARTZMAN, S. (Org.). Universidades e instituições científicas no Rio de Janeiro. Brasília: CNPq, 1982.

SENA, L.G. Juventude Universitária Católica. Reflexões sobre uma experiência de vida cristã. Revista Eclesiástica Brasileira, Petrópolis, v. 60, n. 240, p. 804-829, 2000; v. 61, n. 241, p. 101-113, 2001; v. 61, n. 242,

p. 365-388, 2001.

SILVA, A.F. Intelectuais e a defesa da religião. Último Andar, São Paulo, n. 14, p. 127-147, 2006. Disponível em .

SOUZA, N. Ação Católica, militância leiga no Brasil: méritos e limites. Revista de Cultura Teológica. São Paulo, v. 14, n. 55, p. 39-59, 2006.

VELLOSO, M.P. A Ordem: uma revista de doutrinação, política e cultura católica. Revista de Ciência Política, v. 21, n. 3, p. 117-159, 1978.

_______. Os intelectuais e a política cultural do Estado Novo. Rio de Janeiro: Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, 1987.

VILLAÇA, A.C. O pensamento católico no Brasil. Rio de Janeiro: Vozes, 1975.




DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v78i310.795

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil