Desenvolvimento afetivo, homossexualidade e formação inicial

Marcelo Conceição Araújo

Resumo


Na tentativa de desfazer certos preconceitos em torno das instituições do celibato e da vida de castidade, o A. aborda o tema das relações entre o desenvolvimento afetivo e a formação inicial. Faz uma tentativa ousada de trazer ao centro da discussão o tema da homossexualidade no processo de formação. Para isso reúne alguns elementos de uma percepção empírica de fatos presentes no universo da formação inicial, por vezes negligenciados, abrindo campo para uma abordagem serena sobre as questões afetivas presentes na formação de sacerdotes e de religiosos/as.

Abstract: In an attempt to dispel certain prejudices about the institutions of celibacy and of lifelong chastity, the Author deals with the relationship between affective development and early formation. In a daring move, he brings to the centre of the discussion the subject of homosexuality in the formative process. For this purpose, he gathers some elements of an empirical perception of facts present in the universe of early formation that are often neglected, opening the door for a serene approach to the affective questions present in the formation of priests and religious.

Palavras-chave


Afetividade; Homossexualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v62i248.1938

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil