Formação de vocações adultas. Questões em torno do processo formativo convencional

Roberto Nentwig

Resumo


Este artigo trata de algumas questões relativas ao processo tradicional de formação presbiteral. Diante do contexto de mudança de época, questiona-se a capacidade de os seminários tradicionais atenderem a demanda dos candidatos que se apresentam para o ingresso. Considera-se ainda que existam fatores de imaturidade na nova geração: os jovens de hoje são ainda adolescentes ao longo do processo formativo. Por isso, surge o questionamento sobre a viabilidade de novas estruturas formativas. Como luzes, apresentamos as características de institutos de formação de vocações adultas, que acolhem homens já mais amadurecidos e que tem estabilidade e emprego fixo. O artigo apresenta o relato de dois institutos de formação de adultos: Bovendonk, na Holanda, e o Instituto Discípulos de Emaús (IDE), no Brasil.

Abstract: This article refers to some matters as they are related to the traditional presbyteral formation. As we stand before the context of times changing, the capacity of related-traditional seminaries is questioned – for their reality of meeting the demand of candidates who identify themselves for such intake. Still-existing factors of immaturity within the new generation – as shown – are considered upon: as today’s youth is still under a teenage-reality for along the process of their formation. Therefore, a new questioning over the practicability of new forming structures arises. As in a burst of a new enlightenment, we introduce the characteristics of institutes of adults’ vocations, meaning ‘men of greater maturity’ who present personal stability and a steady occupation as a means of work. The article presents the description of two formation institutes of adults: Bonvendonc, and the Instituto Discípulos de Emaús (IDE), in Brazil.

Keywords: Formation; Maturity; Seminary; Adult vocations.


Palavras-chave


Formação; Maturidade; Seminário; Vocações adultas.

Texto completo:

PDF

Referências


ABAD, J.A. Comunidad eclesial formativa (Evolution histórica). In:

PROFESSORES DA FACULDADE DE TEOLOGIA DE BURGOS

(Dir.). Diccionario del Sacerdocio. Madrid: Biblioteca de Autores Cristianos, 2005. p. 752-756.

BAN, N.; GASPEROWICZ, K.; GODINHO, F. Oración y estilos de personalidade. Tredimensioni, Milano, n. 7, p. 17-33, 2010.

BAUMANN, Z. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BENELLI, S.J. Pescador de homens: estudo psicossocial de um seminário católico. São Paulo: Unesp, 2006.

_______. Análise Institucional de um seminário católico e da formação sacerdotal. Revista de Psicologia da UNESP, São Paulo, v. 6, n. 1, p. 1327, 2007.

BOTERO, J.S. Posmodernidad y juventud: riesgos y perspectivas. Bogotá: San Pablo, 2002.

CELAM. Documento de Aparecida: texto conclusivo da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe: 13-31 de maio de 2007. Brasília: Ed. CNBB; São Paulo: Paulinas, 2007.

CNBB. Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil. São Paulo: Paulinas, 2010 (Documentos da CNBB, 93).

_______. Campanha da Fraternidade 2013: Texto-Base. Brasília: Edições CNBB, 2013.

CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO. São Paulo: Loyola, 2011.

COMBLIN, J. Desafios da cidade no século XXI. São Paulo: Paulus, 2002.

CONGREGAÇÃO PARA O CLERO. O dom da vocação presbiteral: Ratio Fundamentalis Institucionis Sacerdotalis. Brasília: Ed. CNBB, 2018 (Documentos da Igreja 32).

COZZENS, D.B. A face mutante do sacerdócio: reflexão sobre a crise da alma do sacerdote. São Paulo: Loyola, 2003.

CREA, G. Vida religiosa e dependência sexual na internet. Vita Consacrata, Milano, v. 40, v. 2, p. 171-182, 2004.

DELEUZE, G. Conversações. São Paulo: Edições 34, 1992.

DUQUE, J.M. Transmissão da fé em contexto pós-moderno. Perspectiva Teológica, Belo Horizonte, v. 45, n. 126, p. 205-217, 2013.

FAVALE, A. A formação inicial dos candidatos ao presbiterato. São Paulo: Palavra e Prece, 1995.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Petrópolis: Vozes, 1999 (Trabalho original publicado em 1975).

FRANCISCO, Papa. Visita apostólica do Papa Francisco ao Brasil por ocasião da XXVIII Jornada Mundial da Juventude: encontro com o Episcopado brasileiro. Dia 27 de julho de 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

GOFFMAN, E. Manicômios, prisões e conventos. São Paulo: Perspectiva, 1987 (Original publicado em 1961).

HAM, M (Ed.). Late have I loved You: part-time priestly formation for adults – History, psychospiritual aspects, evaluation. Ten Have: Lulu Press, 2011.

HAMAD, N. Os jovens ou os “novos monstros”. In: FERNANDEZ, C.M.; RASSIAL, J.J. (Org.). Crianças e adolescentes: encantos e desencantos. São Paulo: Instituto Langage, 2012.

JOÃO PAULO II. Exortação Apostólica Pós-Sinodal Pastores Dabo Vobis. 7. ed. São Paulo: Paulinas, 2006 (A voz do Papa, 128).

KEHL, M.R. A juventude como sintoma da cultura. In: NOVAES, R.; VANUCHI, P. Juventude e sociedade: trabalho, educação, cultura e participação. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2006. Disponível: . Acesso em 29 abr. 2019.

LA SAGNA, P. A adolescência prolongada, ontem, hoje e amanhã. Almanaque on line. n. 16, p. 1-2. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

LÉVINAS, E. Totalidade e infinito. Lisboa: Edições 70, 1980.

LIBANIO, J.B. Diferentes gerações na Vida Consagrada: desafios e perspectivas. Convergência, Rio de Janeiro, v. 47, n. 448, p. 49-62, 2012.

MORO, C. A formação presbiteral: em comunhão para comunhão. São Paulo: Santuário, 1997.

NENTWIG, R. et al. Instituto Discípulos de Emaús: uma proposta para vocações adultas. IHU. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

PUNTEL, J.T. Comunicação virtual: ciberespaço – interculturalidade e telerreligiões. In: ALTEMEYER JR., F.; BOMBONATTO, V.I. (Org). Teologia e comunicação: corpo, palavras e interfaces cibernéticas. São Paulo: Paulinas, 2011.

QUEIRUGA. A.T. Fim do Cristianismo pré-moderno: desafios para um novo horizonte. São Paulo: Paulus, 2003 (Temas de Atualidade).

RUIZ DE LA PEÑA, J. Crisis y apología de la fe: evangelio y nuevo milenio. Santander: Sal Terrae, 1995.

RULLA, L. M. Antropologia da Vocação Cristã: bases interdisciplinares. São Paulo: Paulinas, 1987.

SOARES DE LIRA, N.T. Adolescentes e adultescentes na contemporaneidade. Revista IGT na Rede, Rio de Janeiro, v. 7, n. 12, p. 18-25, 2010.

TAYLOR, C. Uma era secular. São Leopoldo: Unisinos, 2007.

VATICANO II. Decreto Presbyterorum Ordinis. In: VIER, F. (Org.) Compêndio do Vaticano II: constituições, decretos, declarações. 29. ed. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 257-306.

VITÓRIO, J. A pedagogia na formação: reflexões para formadores na vida religiosa. São Paulo: Paulinas, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v79i312.1818

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil