Expressões do catolicismo no Brasil 50 anos depois. Releitura do artigo “Para uma tipologia do catolicismo no Brasil”, de José Comblin

Alzirinha Rocha Souza

Resumo


Este texto pretende apresentar novos elementos acerca do catolicismo atual no Brasil a partir da releitura dos elementos apresentados por José Comblin em seu artigo “Para uma tipologia do catolicismo no Brasil”, que completou 50 anos em 2018. Isso será feito a partir de três chaves principais: a) identificação da complexidade da realidade; b) compreensão dos elementos religiosos que se mantiveram, dos que se transformaram ou que desapareceram ao longo do tempo; e c) identificação da influência do catolicismo popular em tempos de modernidade.

Abstract:The objective of this text is to introduce new elements about today’s Catholicism in Brazil based on a rereading of the elements presented by José Comblin in his now fifty years old article “For a typology of Catholicism in Brazil”. This will be done with the help of three main keys: a) the identification of the complexity of reality b) the comprehension of the religious elements that were maintained, of those that changed or have disappeared over time; and c) identification of the influence of popular Catholicism in modern times.

Keywords: Comblin; Catholicism; Origins; Modern times; Religiosities.


Palavras-chave


Comblin; Catolicismo; Origens; Modernidade; Religiosidades.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, G. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Chapecó: Argos, 2010.

AZEVEDO, T. de. Problemas metodológicos da sociologia do catolicismo. In: AZEVEDO, T. de. Cultura e situação racial no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1966. p. 165-194 (Retratos do Brasil – 42).

BAUMAN, Z. Comunicação líquida. Revista Comunicação Empresarial. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2019.

CASANOVA, J. Public religions in the modern world. Chicago: University de Chicago Press, 1994.

CASANOVA, J. As religiões estão se tornando cada vez mais globais. Entrevista concedida a IHU Unisinos. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2019.

CAPRANI, J. Maria, a estrela da evangelização. A presença de Maria nas cinco conferências gerais do Celam. São Paulo: Ave-Maria, 2014.

COMBLIN, J. Théologie de la Ville. Paris: Éditions Universitaires, 1968.

COMBLIN, J. Para uma tipologia do Catolicismo no Brasil. Revista

Eclesiástica Brasileira, Petrópolis, v. 28, n. 109, p. 46-73, 1968.

COMBLIN, J. Teologia da Libertação, Teologia Neoconservadora e Teologia Liberal Petrópolis: Vozes, 1985 (Coleção Teologia Orgânica, 14).

DINIZ, J.E. A transição religiosa em ritmo acelerado no Brasil. Disponível em:

em-ritmo-acelerado-no-brasil-artigo-de-jose-eustaquiodiniz-

alves>. Acesso em: 24 set. 2019. Artigo completo, disponível em:

. Acesso em: 24 set. 2019.

DUCCINI, L.; RABELO, M.C.M. As religiões afro-brasileiras no Censo de 2010. In: TEIXEIRA F.; MENEZES, R. (Org.). Religiões em Movimento.

O Censo de 2010. Petrópolis: Vozes, 2013. p. 219-234.

FOLMANN, J.I. Trânsito religioso e o “permanente peregrinar”. Entrevista com IHU On-Line. Cadernos IHU em formação, São Leopoldo, v. 8, n. 43, p. 14-21, 2012; Também disponível em: . Acesso em: 24 set. 2019.

GUTIERREZ, G. Teologia da Libertação. Perspectiva. Petrópolis, Vozes, 1986.

IBGE; FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO BRASIL. O papa dos espíritas.

Disponível em:

ESPIRITAS>. Acesso em: 24 set. 2019.

LIBANIO, J.B. As lógicas das cidades. O impacto sobre a fé e sob a fé. São Paulo: Loyola, 2002.

LIBANIO, J.B. Caminhos da existência. São Paulo: Paulus, 2009.

MARIANO, R. Os neopentecostais e a teoria da prosperidade. Novos Estudos. São Paulo, n. 44, p. 24-44, 1996.

MARIANO, R. Expansão pentecostal no Brasil: o caso da Igreja Universal. Estudos Avançados, São Paulo, v. 18, n. 52, p. 121-138, 2004.

MARIANO, R. Mudanças no campo religioso brasileiro no censo 2010. Debates do NER, Porto Alegre, v. 24, n. 2, p. 119-137, 2013.

OLIVEROS, R. Historia de la Teología de la Liberación. In: ELLACURÍA, I.; SOBRINO, J. (Org.). Mysterium Liberationis. Conceptos fundamentales de la Teología de la liberación. t. 1. Madrid: Trotta, 1990. p. 17-50.

PIN, E. Elementos para uma sociologia do catolicismo latino-americano. Petrópolis: Vozes, 1966.

PASSOS, J.D. Pentecostais, origens e começo. São Paulo: Paulinas, 2005.

TEIXEIRA, F. O Censo de 2010 e as religiões no Brasil: esboço de

apresentação. In: TEIXEIRA, F.; MENEZES, R. (Org.). Religiões em

Movimento. O Censo de 2010. Petrópolis: Vozes, 2013. p. 17-35.

SIBÍLIA, P. O homem pós-orgânico. Corpo, subjetividade e tecnologias digitais. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.

UGARTE, R.V. Historia del culto de María en Iberoamérica y sus imágenes y santuarios más celebrados. t. 1. Madrid: Talleres Gráficos Jura, 1956.




DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v80i315.2025

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil