O conceito de pessoa em Romano Guardini

Paulo César Nodari, Cristian Fabiani

Resumo


Em meio à crise existencial em que o homem atualmente se encontra, sobremaneira, tomando em consideração o paradigma tecnológico e científico, predominante na contemporaneidade, tanto a concepção antropológica de viés filosófico ou teológico, como também a concepção ética sofrem fortes questionamentos, inclusive, no que se refere à clássica concepção da tese em torno da dignidade e da inviolabilidade da vida. Por isso, faz-se urgente trazer à discussão as importantes reflexões acerca do conceito de pessoa. Romano Guardini se debruça na tentativa de elaboração e compreensão do homem que reflete sobre si mesmo, o mundo e Deus, conectando, pois, a noção de antropologia imanente e metafísica com a transcendente sem, com tal abertura, perder de vista o caráter filosófico do problema. A partir dessa proposição, tem-se o intento de apresentar, neste artigo, a concepção do conceito de pessoa em Romano Guardini em dois momentos centrais: 1) a dimensão formal de pessoa, articulada em três estratos, a saber: da forma, da individualidade e da personalidade; 2) a dimensão pessoal e final da pessoa, articulada a partir da relação com outrem e da dimensão religiosa do homem, culminando, por conseguinte, no “eu cristão”, em cujo centro de irradiação, para Guardini, situa-se o coração. Isso, em função de uma reflexão sobre o conceito de pessoa que abarque a sua totalidade.

Abstract: In the midst of the existential crisis in which man is nowadays, taking into account the technological and scientific paradigm prevailing in contemporaneity, both the anthropological conception of philosophical or theological bias, as well as the ethical conception, are strongly questioned, which refers to the classical conception of the thesis about the dignity and inviolability of life. Therefore, it is urgent to bring to the discussion the important reflections about the concept of person. Romano Guardini focuses on the attempt to elaborate and understand the man who reflects on himself, the world and God, connecting the notion of immanent and metaphysical anthropology with the transcendent without, with such openness, losing sight of the philosophical character of the problem. From this proposition, we intend to present in this article the conception of the concept of person in Romano Guardini in two central moments: 1) the formal dimension of person, articulated in the three strata, namely, the form, the individuality and personality; 2) the personal and final dimension of the person, articulated from the relationship with others and the religious dimension of man, culminating, therefore, in the “Christian self”, in whose center of irradiation, for Guardini, is the heart.

Keywords: Guardini; Body; Individuality; Personality; Person. 


Palavras-chave


Guardini; Corpo; Individualidade; Personalidade; Pessoa.

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINHO. Comentário da Primeira Epístola de São João. São Paulo: Paulinas, 1989.

_______. Confissões. São Paulo: Paulinas, 1984.

BÍBLIA SAGRADA. Tradução da CNBB. Brasília: Ed. CNBB; São Paulo: Canção Nova, 2011.

BUBBER, M. Eu e Tu. Tradução de Newton Aquiles Von Zuben. São Paulo: Editora Moraes, 1974.

CONCÍLIO VATICANO II. Constituição Dogmática Gaudium et

Spes. In: VIER, F. (Coord.). Documentos do Vaticano II. Petrópolis: Vozes, 1966. Edição bilíngue.

GRECO, C. A experiência religiosa: essência, valor, verdade. São Paulo: Loyola, 2010.

GUARDINI, R. Liberdade, graça e destino. Tradução de Domingos Sequeira. Lisboa: Aster, 1953.

_______. L’uomo: fondamenti di uma antropologia Cristiana. In: ID. Opera Omnia III/2. Tradução de Carlo Brentani. Brescia: Morcelliana, 2009.

_______. O mundo e a pessoa. Tradução de Fernando Gil. São Paulo: Livraria Duas Cidades, 1963.

IGREJA CATÓLICA. Catecismo da Igreja Católica. São Paulo: Loyola, 2000.

JOÃO PAULO II. Carta Encíclica Evangelium Vitae. São Paulo: Paulus, 1995.

KANT, I. Fundamentação da Metafísica dos Costumes. Tradução de Guido Antônio de Almeida. São Paulo: Discurso Editorial; Barcarolla, 2009.

LIMA VAZ, H.C. de. Antropologia Filosófica. 12. ed. São Paulo: Loyola, 2014. v. 1.

MORTARI, L. Filosofia do cuidado. São Paulo: Paulus, 2018.

OLIVEIRA, J. Negação e poder. Do desafio do niilismo ao perigo da tecnologia. Caxias do Sul: EDUCS, 2018.

POSSENTI, V. O novo princípio pessoa. São Paulo: Loyola, 2016.

SCHELER, M. A posição do homem no cosmos. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v79i312.1816

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil