Diálogo inter-religioso a partir dos pobres. Por uma teologia da libertação das religiões

Francisco de Aquino Júnior

Resumo


Seja por exigência intrínseca da experiência religiosa, seja pela condição-limite de miserabilidade em que se encontra grande parte da humanidade, seja, ainda, pela estrutura mesma da revelação e da fé cristãs, a materialidade da vida é, simultaneamente, a condição primária e o problema ou desafio primário do diálogo inter-religioso. Seu lugar primordial/primário de encontro ou desencontro. Levar isto a sério é o que, na nossa opinião, possibilita e significa uma teologia da libertação das religiões: uma teologia feita a partir e em função dos pobres deste mundo. Eles são nossos juízes! E de nossas teologias!

Abstract: Whether as an intrinsic demand of the religious experience itself, or due to the condition of extreme poverty in which we find a large part of the world’s population, or, still, as a result of the very structure of the Christian revelation and of the Christian Faith, the materialness of life is, simultaneously, the primary condition and the primary issue or challenge to be faced by the inter-religious dialogue. It is also at the core of its most important agreements and disagreements. It is our opinion that, if taken seriously, this issue will both signify and also make possible a theology of liberation of all religions: a theology built from the point of view of the world’s poor and in their benefit. They are our judges and the judges of our theologies!


Palavras-chave


Pobres; Diálogo Inter-religioso.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v63i251.1775

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil