Gritos da África. A propósito do II Fórum Mundial de Teologia e Libertação

Agenor Brighenti

Resumo


O A. interpreta o II Fórum Mundial de Teologia e Libertação a partir de dois pontos de vista: no primeiro, em forma de crônica, descreve o evento, sua programação e suporte organizacional, realça momentos transcendentes, sonda perspectivas de futuro e ensaia uma breve avaliação; no segundo, deixando-o ecoar na mente e no coração, detecta e explicita o grito sufocado de uma África em grande medida desconhecida e esquecida – grito à racionalidade ocidental, aos privilegiados de um planeta enfermo, aos pobres e excluídos do mundo, à Igreja, aos teólogos e à teologia.

Abstract: The Author interprets the Second World Forum on Theology and Liberation from two points of view: in the first – a chronicle – he describes the event, its programming and organizational support, highlights its transcendent moments, examines future prospects and attempts to write a brief assessment; in the second, he detects, explains – and lets reverberate in his mind and in his heart – the stifled cry of an Africa to a large measure unknown and neglected. This is a cry on behalf of the poor and excluded people of the world directed to Western rationality, to the privileged of a sick planet, to the Church, the theologians and theology.


Palavras-chave


Teologia da Libertação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v67i266.1522

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil