Etty Hillesum: a força da vida e o mistério de Deus

Faustino Teixeira

Resumo


A presença da jovem mística, Etty Hillesum (1914-1943), mudou o panorama da visão tradicional da mística, apontando um caminho singular de alguém que vem de um mundo secular, com traços de liberdade e busca de autenticidade. Alguém que se aproximou de forma singular do mistério maior, sem nome, enfrentando com altivez condições adversas de um campo de concentração e cavar no fundo de si a presença acolhedora de Deus. É uma mística inspiradora, que consegue desentranhar nas condições mais adversas a consciência da beleza da vida e um sentido mais profundo para continuar acreditando num mundo melhor. O artigo visa apresentar a reflexão mística de Etty, a partir dos passos indicados em seu diário e suas cartas, bem como de estudos de especialistas sobre seu itinerário espiritual.

Abstract: The presence of the very young woman and mystic Etty Hillesum (1914-1943) changed the overall picture of the traditional aproach of mysticism, which points out the sole path of someone who comes from a secular world, showing traces of freedom and a deep search for authenticity. Someone who was able to approach  in a unique way the greatest, unnamed mistery, facing hostile conditions in a concentration camp and digging in her own depths the welcoming presence of God. She is an inspiring mystic that can reveal even in the most adverse conditions the awareness of life’s beauty and also a deeper meaning to continue believing in a better world. The article aims to present Etty’s mystical reflection, from the writings of her journal and letters and also from the analysis of scholars about her spiritual journey.

Keywords: Mysticism; Interior life; God; Openness; Hospitality.


Palavras-chave


Mística; Vida interior; Deus; Abertura; Hospitalidade.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBAN, A.; DALL’ACQUA, A.C. Etty Hillesum. Osare Dio. Assisi: Citadella, 2013.

BENTO XVI: Audiência Geral, 13 fev. 2013. In: . Acesso em: 28 nov. 2018.

BERGER, K. Les attentives. Un dialogue avec Etty Hillesum. Paris: Albin Michel, 2014.

BÉRIAULT, Y. Seul l’amour a de l’avenir. Le témoignage d’Etty Hillesum et Christian de Chergé. Montréal: Médiaspaul, 2018.

CORRADINI, M. Siamo partiti cantando. Etty Hillesum, un treno, diece canzoni. Palermo: Rue Ballu, 2017.

DAVIDE, F.M. Etty Hillesum. Umanità radicada in Dio. Milano: Paoline, 2013.

DOBNER, C. (Ed.). Etty Hillesum. Pagine mistiche. Milano: Ancora, 2007. ECKHART, M. Sermões alemães 1. Bragança Paulista: Ed da USF; Petrópolis: Vozes, 2006.

FENATI, R. A mística, uma vivência psíquica? Não, uma experiência espiritual. IHU-Online, n. 531, dezembro 2018: in: . Entrevista concedida à IHU On-Line. Acesso em: 19 dez. 2018.

HART, P.; MONTALDO, J. Merton na intimidade. Sua vida em seus diários. Rio de Janeiro: Fisus, 2001.

HILLESUM, E. Diario. Edizione integrale. Milano: Adelphi, 2012 [EDI].

______. Diário. 1941-1943. 3. ed. Lisboa: Assírio & Alvim, 2009 [EDP].

______. Lettere. Edizione integrale. Milano: Adelphi, 2013. ______. Cartas. 1941-1943. Lisboa: Assírio & Alvim, 2009. [ECP] ______. Due lettere da Wesberbork. Roma: Srl, 2014.

______. Uma vida interrompida. Os diários de Etty Hillesum 19411943. São Paulo: Record, 1981.

IACOPINI, B. Etty Hillesum. Il gelsomino e la pozzanguera. Firenze: Le Lettere, 2018.

______. Trabalhar sobre si mesmo é a única solução para o mal. In: . Entrevista concedida à IHU On-Line. Acesso em: 19 dez. 2018.

______; MOSER, S. Uno sguardo nuovo. Il problema del male in Etty Hillesum e Simone Weil. Cinisello Balsamo: San Paolo, 2009.

IANELLI, M. A jovem mística que “desenterra Deus do fundo do coração dos outros: In: . Entrevista concedida à IHU On-Line. Acesso em: 19 dez. 2018.

MENDONÇA, J.T. Prefácio: um nascimento que se dá no fundo da alma. In: HILLESUM. Diário. 1941-1043. Lisboa: Assírio & Alvim, p. 10-23.

MERTON, T. Reflexões de um espectador culpado. Petrópolis: Vozes, 1970. MICONI, E. Etty Hillesum. La forma perfetta. Trento: Il Margine, 2015.

RILKE, R.M. A melodia das coisas. São Paulo: Estação liberdade, 2011.

______. Cartas a um jovem poeta. 4. ed. São Paulo: Globo, 2013.

______. Elegias de Duíno. 6. ed. São Paulo: Globo, 2013.

SANTA TERESA DE ÁVILA. Castelo interior ou moradas. 8. ed. São Paulo: Paulus, 1981.

TOMMASI, W. A liberdade do Espírito: Etty Hillesum, uma santidade nova. Concilium, v. 351, n. 3, p. 113-120, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v78i311.1399

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil